noticia
16/10/2019 - 12:58
Tamanho da Fonte
 
 
A Justiça de Mato Grosso determinou a soltura de Bruno Cesar Barros Pereira, de 21 anos, que foi preso na madrugada desta segunda-feira (29) acusado

Foto: Reprodução

Acusado de abusar de advogada na Valley é solto e proibido de se aproximar da vítima
A Justiça de Mato Grosso determinou a soltura de Bruno Cesar Barros Pereira, de 21 anos, que foi preso na madrugada desta segunda-feira (29) acusado de estupro e ameaça contra uma advogada de 34 anos, na boate sertaneja Valley Pub em Cuiabá. O alvará foi expedido na audiência de custódia na tarde de hoje, mediante imposição de sete medidas cautelares, entre elas a de manter distância de mil metros da vítima e proibição de frequentar bares à noite.
 
Leia mais:
Jovem de 21 anos é preso acusado de abusar e ameaçar advogada na Valley
 
De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Bruno foi submetido à uma audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (29) no Fórum de Cuiabá. O alvará de soltura em favor do jovem foi expedido pela juíza Maria Rosi de Meira Borba, mediante imposição de medidas cautelares.


"Após a análise atenta do presente feito, estou convencida da materialidade delitiva e indícios da autoria apontados na peça de entrada. Contudo, é preciso ponderar que os artigos 282 e 319 da Lei Processual Penal, preveem a aplicação de medidas cautelares diversas da prisão", disse a juíza.

Ela determinou que: Bruno compareça a cada três meses em Juízo; o proibiu de se ausentar da comarca sem prévia autorização; compareça a todos os atos judiciais; não cometa novos delitos; o proibiu de manter contato com a vítima; deve manter distância de 1 mil metros da vítima; e não frequente bares e estabelecimentos noturnos a partir das 21 horas.
 
Segundo informações do boletim de ocorrências, a vítima estava se divertindo na boate, próximo do palco, quando o acusado se aproximou e pegou na sua cintura. Logo depois, Bruno teria passado a mão por baixo do vestido da mulher e tocado as suas partes íntimas.

 
A vítima então repreendeu o suspeito, que – de forma arrogante – teria dito para a mulher que colocasse um preço, que ele pagava. Irritada, a advogada foi até a coordenação da Valley e informou o ocorrido ao gerente. Neste meio tempo, um amigo do acusado foi até ela e disse para que desculpasse o acusado, já que ele não sabia o que estava fazendo.

A Polícia Militar foi acionada e encontrou o rapaz saindo da boate. Bruno foi detido e encaminhado sem algemas para a Central de Flagrantes. Porém, já na delegacia, ele teria começado a ameaçar a mulher, dizendo que ela não sabia com quem estava se metendo. O fato foi presenciado pelos PMs, que coibiram a ação.


Atualizada às 17h06.



     

 
» Últimas Notícias
12/10/2019 - O cantor Eduardo Costa se desculpou pelo cancelamento de seu show, em Primavera do Leste (231 km ao Sul), marcado para a noite de sexta-feira (11). Na - O cantor Eduardo Costa se desculpou pelo cancelamento de seu show, em Primavera do Leste (231 km ao Sul), marcado para a noite de sexta-feira (11). Nas redes sociais, o artista narrou o acontecido e disse que não cantou por problemas técnicos. “Uma burrada atrás da outra”, disse. Irritado com o atraso e depois a suspensão do espetáculo, o público apedrejou o ônibus e a carreta com equipamentos do artista.